segunda-feira, 10 de maio de 2010

O homem, a pomba e o bombeiro

O homem.
Um dito cidadão das alturas, que escala casas para salvar calhas entupidas em época de muita chuva.

A pomba.
Criaturinha de asas que não encontra nada melhor para fazer do que arrulhar no telhado de pessoas de bem, perturbando-lhes o sono, e entupir calhas de casas inocentes e indefesas.

O bombeiro.
O militar que socorre as mais diversas situações, sonho de consumo de algumas mulheres sonhadoras e desavisadas.

A relação entre eles.
O homem passa a noite trabalhando, desentupindo calhas de um conhecido centro comercial.
Dorme cerca de três horas e se arrasta para o novo trabalho.
No telhado alto do sobrado a pomba faz sua parte, deixando tudo imundo, entupido e desastroso.
Trinta minutos de Sol na moleira são suficientes para que o bombeiro precise entrar em ação.
Após muita apreensão com o homem, raiva da pomba e gratidão ao bombeiro, as calhas continuam lá, entupidas, zombando de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário